Sistema

Fecomercio Sesc Senac IPDC

Artigo

Projeto e Ensino/Aprendizagem – Quando Projetamos e Aprendemos Ensinando!

31 de janeiro de 2014 16:25

Projeto vem do latim projectum, lançar algo à frente. O projeto sistematiza uma proposta de solução ou processo que foi analisada por outros mecanismos. Ou seja, encontrar uma solução para uma determinada situação problema que possui um contexto onde ocorre, tem pessoas envolvidas e um prazo para ser feito, esta é uma definição nossa, de muitas que existem, do que é um projeto.

O projeto é um aprendizado, por isso possui uma ligação direta com o ato educativo, um processo de ensinar e aprender, de aprender e ensinar de forma contínua. Podemos dizer que está presente em muitas ações do nosso dia a dia pessoal e profissional, projeto daqui, projeto dali, alguns escritos, elaborados em tópicos, outros não, povoam nossos pensamentos e intermeiam nossos resultados de variadas formas.

Nos últimos anos, principalmente dos anos 2000 em diante, falar sobre projetos foi se intensificando e surge uma pergunta:  “de onde vem esta necessidade de colocar no papel, estruturar e planificar muitas das nossas ideias que serão convertidas nas  ações dos nossos projetos”? Como podemos aproveitá-la na nossa atividade?

Para melhor entender devemos olhar o tempo passado, um tempo que mudava muito pouco, a vida ia acontecendo como se estivesse prevista para ser daquele jeito quase imutável na ‘ordem natural das coisas’: os casamentos duravam, o pai era o chefe da família, o provedor mor e não havia questionamento. A transição de um mundo agrícola para uma nova realidade industrial vai alterando este processo e novos tempos vão sendo percebidos pelas pessoas, o século XX chegou e com ele intensas transformações sociais, políticas, econômicas e culturais.

O modelo industrial tradicional começou a ser substituído por uma onda de serviços baseados no conhecimento e na ação individual e coletiva com impactos diretos nos modelos de casamento, filhos, trabalho, emprego, de uma forma vertiginosa e as incertezas começaram a fazer parte da nossa vida individual e coletiva.

É neste contexto de incertezas e mudanças contínuas que a ideia de projetos vai se incorporando à cultura diária, pessoal e organizacional, devido a suas características intrínsecas – começo, meio e fim: olhamos à frente, fazemos algo, avaliamos os resultados. Novos olhares vão se incorporando aos projetos e aos atos educativos.

No processo de ensino-aprendizagem ocorre a mesma necessidade de iniciar, desenvolver, avaliar e concluir um ciclo para que novos ciclos se iniciem na simultaneidade dos muitos tempos que existem hoje, no caleidoscópio de informações e conhecimento produzidos pela humanidade, na instantaneidade do acesso aos mundos que nos circundam e quase nos paralisa. Desta forma os projetos vão se constituindo um meio de organizar informações precisas em ações educativas significativas para a atividade docente, vão nos auxiliando a melhor compreender e traduzir para os muitos públicos que atendemos simultaneamente.

Os projetos para sala de aula possuem uma ludicidade e meios de pesquisa diferenciados para uma intercomplementaridade entre eixos/segmentos e os cursos que ofertamos. Permitem um olhar atento para o gerenciamento da sala de aula, para o desenvolvimento de sentimentos de empatia com os estudantes e suas necessidades, propiciam um clima de auxílio e aprendizagem mútua. Enfim gera e complementa vínculos diferenciados entre as muitas instâncias colaborativas que temos enquanto Senac, docentes, estudantes, as comunidades do entorno que nos acolhem e nos desafiam.

Os projetos e o processo ensino-aprendizagem trazem novos olhares e perspectivas para este encontro de diferenças e sutilezas da educação profissional, de um lado os técnicos e a pretensão de saber do que eles precisam, do outro pessoas que na maioria das vezes poucas chances tiveram para fazer uma vida diferente. É no encontro destas realidades que a acolhida é o melhor caminho para ‘desestranhar’ estes mundos e criar vínculos entre quem ensina e quem aprende, sendo que ambos ensinam e aprendem.

Criar vínculos e mantê-los é uma motivação desafiante para nossas metas pessoais e institucionais, aproveite-os e projete-se neste processo infindo de ensinar-aprender-ensinar-aprender.

Cursos por Unidade

Clique na unidade do seu interesse para conhecer alguns cursos, valores, datas e horários.

Senac Centro

Fotógrafo (190h)

Período: 21/05/18 a 26/07/18 Horário: 13:00 às 17:00 - SEG TER QUA QUI SEX | (85) 3270.5400
Investimento
R$

R$ 920,00 (A)

OU 4X R$ 230,00 (B) OU ATÉ 10X R$ 92,00 (C).

Senac Aldeota

Culinária Italiana (20h)

Período: 28/05/18 a 04/06/18 Horário: 18:00 às 22:00 - SEG TER QUA QUI SEX | (85) 3433.1847
Investimento
R$

R$ 280,00 (A)

OU ATÉ 5X R$ 56,00 (C).

Senac Maranguape

Montagem e manutenção de computadores (60h)

Período: 02/07/18 a 27/07/18 Horário: 18:00 às 21:00 - SEG TER QUA QUI SEX | (85) 3270.5424
Investimento
R$

R$ 300,00 (A)

OU ATÉ 10X R$ 30,00 (C).

Senac Juazeiro do Norte

Naked cake (20h)

Período: 19/06/18 a 03/07/18 Horário: 18:00 às 22:00 - TER QUI | (88) 3566.8950
Investimento
R$

R$ 280,00 (A)

OU ATÉ 10X R$ 28,00 (C).

Senac Crato

Representante comercial (160h)

Período: 11/06/18 a 11/09/18 Horário: 13:00 às 17:00 - SEG TER SEX | (85) 3513.1990
Investimento
R$

R$ 640,00 (A)

OU 5X R$ 128,00 (B) OU ATÉ 10X R$ 64,00 (C).

Senac Iguatu

Preparatório para concursos (60h)

Período: 02/06/18 a 08/09/18 Horário: 13:00 às 17:00 - SAB | (88) 3582.7750
Investimento
R$

R$ 260,00 (A)

OU ATÉ 10X R$ 26,00 (C).

Senac Sobral

Automaquiagem para a noite (15h)

Período: 04/06/18 a 08/06/18 Horário: 18:30 às 21:30 - SEG TER QUA QUI SEX | (88) 3677.8700
Investimento
R$

R$ 230,00 (A)

OU ATÉ 10X R$ 23,00 (C).

Cursos por área

Gastronomia Hospitalidade Produção de alimentos Segurança alimentar Turismo Artes Comunicação Design Moda Beleza Saúde Comércio Gestão Conservação e zeladoria Idiomas Informática

Matrículas Abertas

Facebook

Twitter

Instagram