Sistema

Fecomercio Sesc Senac IPDC

Artigo

Uso das tecnologias de informação e comunicação na prática do docente da educação profissional

06 de agosto de 2012 10:00

Larissa Camila Martins de Oliveira

“Criar meu web site
Fazer minha home-page
Com quantos gigabytes
Se faz uma jangada
Um barco que veleja,

veleja nesse informar”
Gilberto Gil.

Quem nunca ouviu a expressão “navegar pela internet”? A música do Gilberto Gil faz uma analogia do barco e a internet como “meio de transporte”, no qual navegamos por um “mar de informação”, em que a tecnologia é o artefato, representado na música pela jangada, que leva e traz comunicação, ultrapassa as distâncias físicas, geográficas e nos transporta em segundos para outros espaços. Esse “mar de informação”, chamado internet, traz grandes contribuições para todas as áreas do conhecimento, sobretudo para a Educação Profissional.

O ser humano, ao longo da história, sempre apresentou necessidades de conviver em grupos os mais diversos possíveis: culturais, religiosos, políticos, sociais, entre outros. Essa necessidade permanece ainda hoje, início do século XXI, porém, com a evolução da tecnologia, existem elementos que podem mediar esses relacionamentos, a exemplo da internet, através do uso do correio eletrônico (email), celulares, chat (bate papo online), entre outros. Isto se torna visível ao identificarmos novas formas de conviver (redes sociais), de aprender (educação a distância), de criar, de empreender, de negociar (e-commerce), de informar e de comunicar.

Segundo Nunes, 1998, p.21

estamos vivenciando um acelerado processo de convergência digital, cuja única plataforma de rede de telecomunicações (a internet) está absorvendo o transporte de serviços e mídias distintos (periódicos, jornais, livros, rádio, televisão, vídeo, música, etc).
Ou seja, a internet representa um único espaço onde se concentra diferentes recursos ou mídias que dissemina informações e proporciona a comunicação em rede (de muitos para muitos).

E a partir do surgimento da web 2.0, a internet amplia seu “oceano”, deixando de ser só um “mar de informação” para ser também um espaço de relacionamento e comunicação interativa. Nesse espaço, também denominado de “ciberespaço”, deixamos de ser meros expectadores e receptores de informação para sermos também emissores. Ou seja, nessa comunicação interativa “o usuário pode ouvir, ver, ler, gravar, voltar, ir adiante, selecionar, tratar e enviar qualquer tipo de mensagem para qualquer lugar” (SILVA, 2003). Isso traz grandes possibilidades para o campo da educação e neste artigo nos limitaremos ao uso das tecnologias (especialmente a internet) como fonte de pesquisa para a ação do docente da educação profissional.

As tecnologias oferecem hoje aos professores recursos e meios que podem ampliar a relação ensino-aprendizagem, diminuindo barreiras de tempo e espaço, através de ambientes que extrapolam a sala de aula física e convencional. Os repositórios, blogs e os espaços colaborativos podem agregar conhecimentos a própria prática docente, por meio de pesquisas sobre novas metodologias e recursos didáticos.

Para que isso ocorra, os profissionais da educação, sobretudo os professores, devem assumir um papel de pesquisador de novos conhecimentos para aperfeiçoar cada vez mais sua prática educativa. Pois, conforme afirma Imbernón (2011, p.51) o desenvolvimento profissional do professor não se dá apenas na formação inicial, mas também “deve apoiar-se em uma reflexão dos sujeitos sobre sua prática docente (…) que consiste em descobrir, organizar, fundamentar, revisar e construir a teoria”.

Nesse contexto, entendemos que o professor da educação profissional deve ser um pesquisador, não só de conhecimentos científicos, metodológicos, mas também da sua própria prática pedagógica. Consideramos aqui o professor pesquisador como aquele que investiga e estuda seu campo de atuação e que produz conhecimento (transforma a informação em conhecimento).

Nesta perspectiva, o professor da educação profissional, assumindo esse papel de pesquisador e produtor de conhecimentos, poderá utilizar as tecnologias para estudos, através do acesso a periódicos, livros, artigos científicos, blogs, conteúdos e recursos educativos. Além de também poder compartilhar com outros profissionais suas produções (trabalhos, artigos, atividades educativas, vídeos, entre outros), experiências e conhecimentos.

No entanto, utilizar as tecnologias para aperfeiçoar a prática do docente da educação profissional, assim como o uso delas em sala de aula não tem sido tão simples. Segundo Demo (2011), temos duas situações: de um lado os estudantes que não conseguem utilizar as tecnologias de forma inteligente, crítica e criativa; e do outro os professores que continuam desconectados e resistentes a elas. Então como esse professor poderá auxiliar o estudante no uso crítico, criativo e inteligente das tecnologias?

Para atender a esse desafio, um bom começo seria utilizar as tecnologias em benefício a sua própria atualização profissional (estudos e pesquisas). E como nosso objetivo aqui é auxiliar o professor da educação profissional nesse processo, apresentaremos a seguir o resultado de uma pesquisa realizada na internet sobre materiais didáticos, livros, periódicos, entre outros recursos.

Quadro de Pesquisas

Fonte de pesquisa

Descrição

http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/ É um espaço virtual de acesso público que disponibiliza objetos educacionais em vários formatos e para todos os níveis de ensino.
Até o momento o banco possui 17.059 objetos publicados, 1.754 sendo avaliados ou aguardando autorização dos autores para a publicação e um total de 3.112.693 visitas de 174 países.
http://www.dominipublico.gov.br É um portal que disponibiliza uma biblioteca virtual com “amplo acesso às obras literárias, artísticas e científicas (na forma de textos, sons, imagens e vídeos), já em domínio público ou que tenham a sua divulgação devidamente autorizada, que constituem o patrimônio cultural brasileiro e universal”.
http://www.scielo.com.br A Scientific Electronic Library Online – SciELO é uma biblioteca eletrônica que abrange uma coleção selecionada de periódicos científicos brasileiros. O acesso aos títulos dos periódicos e aos artigos pode ser feito através de índices e de formulários de busca.
http://portal.mec.gov.br O portal do MEC disponibiliza em “publicações” cadernos temáticos com conteúdos variados para uso didático dos professores.
http://veja.abril.com.br/ Disponibiliza um guia de pesquisa com dicas de sites educacionais.
http://www.inep.gov.br/ O portal disponibiliza estudos, pesquisas, estatísticas na área de educação, censos especiais, indicadores sobre educação, dentre outras.
http://www.lojadoprofessor.com.br/ Comercializa produtos educacionais (livros e diversos materiais pedagógicos).
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/ Disponibiliza diversos materiais e informações. Os professores podem produzir e compartilhar sugestões de aulas, acessar informações diversas pelo “jornal do professor”, acessar coleções de conteúdos multimídias, interagir com outros professores.
http://www.senac.br/conhecimento/bts.html Espaço para o diálogo entre a teoria e a prática da educação profissional. Acesso a periódicos (artigos publicados em Boletim Técnico do Senac – BTS); publicações (livros), teleconferências, entre outros.

Acesso em jun/2012.

Todas essas referências apresentadas estão disponíveis em fontes abertas ao público e são fáceis de serem acessadas no “mar de informação” que tanto falamos aqui, por meio do computador ou outros equipamentos que tenham acesso à internet (celulares, tablets e outros).

Enquanto educadores, podemos constantemente “pegar nosso barco” e navegar nesse “infomar”, procurando riquezas para aprimorarmos nossa prática profissional, bem como estimular nossos estudantes a velejarem em busca de novos conhecimentos.

Essas são apenas algumas sugestões, você poderá encontrar muitas outras. Basta navegar.

Referências:
DEMO, P. Olhar do Educador e Novas Tecnologias. Boletim Técnico Senac: a R. Educ. Prof., Rio de Janeiro, v. 37, nº 2, mai./ago. 2011.
GIL, G. Pela Internet. Disponível em http://letras.mus.br/gilberto-gil/68924/  Acesso em: 20 de junho de 2012.
IMBERNÓN, F. Formação Docente e Profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9ª ed. São Paulo: Cortez, 2011.
NUNES, J. B. C. Busca Científica na pesquisa em Educação: tendências atuais in Pesquisa Científica para Iniciantes: caminhando no labirinto, v.I, Fortaleza: EdUECE, 2010.
SILVA, M. Sala de aula interativa: a educação presencial e a distância em sintonia com a era digital e dom a cidadania. 2003. Disponível em: http://www.senac.br/informativo/BTS/272/boltec272e.htm. Acesso em: 03 de julho de 2012.

MATRÍCULAS ABERTAS!

Clique na unidade do seu interesse para conhecer alguns cursos, valores, datas e horários.

Senac Centro

Fotógrafo (190h)

Período: 04/09/17 a 10/11/17 Horário: 18:00 às 22:00 - SEG TER QUA QUI SEX | (85) 3270-5400
Investimento
R$

R$ 1075,00 (A)

3x R$ 358,33 (B) ou até 10X R$ 107,50(C)

Senac Aldeota

Bolos, Pães e Pizzas (40h)

Período: 18/09/17 a 29/09/17 Horário: 18:00 às 22:00 - SEG TER QUA QUI SEX | (85) 3433-3884
Investimento
R$

R$ 280,00 (A)

OU ATÉ 5X R$ 56,00 (C)

Senac Maranguape

Inglês Básico I (60h)

Período: 02/10/17 a 13/12/17 Horário: 08:00 às 10:00 - SEG QUA SEX | (85) 3270-5424
Investimento
R$

R$ 285,00 (A)

ou até 4X R$ 71,25 (C)

Senac Juazeiro do Norte

Operador de Computador (196h)

Período: 04/09/17 a 11/12/17 Horário: 18:30 às 21:30 - SEG TER QUA QUI SEX | (88) 3566-4790
Investimento
R$

R$ 1020,00 (A)

ou até 10X R$102,00 (C)

Senac Crato

Confecção e Decoração de Bolos e Tortas (60h)

Período: 27/09/17 a 18/10/17 Horário: 18:00 às 22:00 - SEG TER QUA QUI SEX | (88) 3586-8750
Investimento
R$

R$ 500,00 (A)

ou até 10X R$ 50,00 (C)

Senac Iguatu

Embelezamento de Cílios (20h)

Período: 25/09/17 a 03/10/17 Horário: 19:00 às 22:00 - SEG TER QUA QUI SEX | (88) 3582-7750
Investimento
R$

450,00 (A)

ou 3X R$ 150,00 (B) ou até 10 X R$ 45,00 (C)

Senac Sobral

Gestão Estratégica em Vendas (20h)

Período: 12/09/17 a 28/09/17 Horário: 18:30 às 21:30 - TER QUI | (88) 3677-8700
Investimento
R$

R$ 160,00 (A)

ou até 8X R$ 20,00 (C)

Cursos por área

Gastronomia Hospitalidade Produção de alimentos Segurança alimentar Turismo Artes Comunicação Design Moda Beleza Saúde Comércio Gestão Conservação e zeladoria Idiomas Informática

Próximas Turmas

Facebook

Twitter

Instagram